Cristãos leigos e leigas, amados e chamados para ser luz e sal


 

No quarto domingo do mês de agosto a Igreja Católica celebra a vocação leiga. São pessoas que apesar do trabalho e da rotina familiar, conseguem um tempo para se dedicar à missão na Igreja. O leigo não desempenha uma função específica. A sua tarefa principal é transformar as atividades que desempenha, na vida profissional, por exemplo, conforme o projeto de Cristo. “Nós temos várias formas para que o leigo possa realizar sua missão na Igreja. O Concilio Vaticano II nos deu a base para essa participação ativa do leigo. Em todas as pastorais da Igreja, o leigo é chamado a fazer uma presença ativa consciente e plena. Essa ação vem exatamente do Divino Mestre Jesus Cristo, que auxilia o seu povo a dar uma resposta a Deus Amor”
 

.

Os leigos têm uma presença ativa no mundo e entre eles são distribuídos dons e carismas para que possam servir mais diretamente a comunidade eclesial por meio dos ministérios. “Os leigos são chamados, por exemplo, a ajudar na catequese, no Ministério da Eucaristia e ajudar as pessoas no Sacramento do Matrimônio”. A vocação, também conhecida como laical, é de toda pessoa que recebeu o Sacramento do Batismo. A partir disso, tem-se a convicção de que todo homem é por natureza e vocação, um ser religioso.
 

.

“Os cristãos leigos e leigas são Igreja e como tal vivem sua cidadania no mundo, ou seja, assumem sua missão sem limites e fronteiras, através de sua presença nas macro e microestruturas que compõem o conjunto da sociedade. Eles sabem que a Igreja existe unicamente para servir. É a pessoa humana que deve ser salva.  É a sociedade humana que deve ser renovada” (CNBB, Doc.105, 167).
 

.
Gratidão aos milhares de leigos e leigas, que, na vivência da fé e por amor ao Senhor Jesus, se colocam a serviço da Igreja nas nossas comunidades. “O ministério de coordenação e de liderança é um verdadeiro lava-pés, cuja função é animar, organizar e coordenar a vida das comunidades, seguindo o Cristo Bom Pastor e agindo em nome da Igreja e em favor do povo” (CNBB, Doc.105, n. 59).

Pensamento do dia:

Recorramos a Maria, luz nas nossas trevas, riqueza em nossas misérias.

(Bv. Pe. Zefirino Agostini)