Relato de uma vocação

A vocação é um dom precioso de Deus. Ele o faz pessoalmente a cada pessoa, assim o fez a Moises, Samuel, Maria, aos apóstolos, a Pe Zefirino, a tantos homens e mulheres que responderam e seu SIM e assumiram uma MISSÃO. Hoje vamos ouvir o relato de um sim à vocação de catequista.

“Certo dia a muitos anos atrás, eu estava na missa concentrada, até então não era muito participativa. Naquele dia na hora do ofertório começamos a cantar “diante do teu altar Senhor entendo minha vocação, devo sacrificar a vida por meu irmão”. Foi neste momento que senti o chamado, algo muito envolvente. Sai dali e falei QUERO SER CATEQUISTA. A partir de então busquei de me informar e me preparar juntos à comunidade onde fui bem recebia. E comecei a caminhada, a missão mais linda e gratificante na minha vida.

A partir daí comecei encontrar e conhecer Jesus, amar e ser amada. Houve mudanças na minha vida, meu jeito de pensar, de sentir, de agir e de ser. Fui deixando meu coração se encher de amor e espalhar esse amor. É uma caminhada apaixonante que perdura a vida toda, pois sinto arder no coração o calor Divino. Somos chamados a ser discípulo para completar o Reino de Deus, somos convidados a aprender e ensinar a cada dia. Podemos ser catequistas, indo ao encontro dos Catequizandos, ou visitando um doente, um idoso, ou de quem precise de uma palavra evangelizadora. Pode ser pouco, mas o importante é fazer algo e servir a Deus com amor. Ele nos orienta e nos ensina. Não tenhas medo!

Recebemos em troca uma paz interior, felicidade plena, que tenho certeza, que é o amor de Deus que se manifesta em nós. Tu me escolheste Senhor, teu infinito amor me acompanha todos os dias. Eu nunca mais me senti só. A nossa missão é semear, a boa semente com amor e com carinho. Que possamos deixar lembranças de amor e fé, na vida das pessoas... Enquanto caminhamos neste mundo, um dia seremos lembrados pelo nome, CATEQUISTA. Somos chamadas por Deus, vem e segue-me, fui eu que te escolhi. Sejamos fermento, sal e luz".

Cecilia...

Como vimos, o chamado acontece na vida e realidade singular de cada pessoa, que se abre à graça de Deus. Naquele fleche de luz vem à iluminação ou a certeza de que é Deus que chama a esta ou aquela vocação. Movida pelo Espírito, tendo no coração o desejo, querer, como nos diz Pe. Zefirino “Deus é aquele que busco, procuro e desejo possuir”, a vocação se consolida. Isto é, a nossa resposta se faz caminho, no Caminho, numa busca incansável a Deus, até que Ele se deixa encontrar, “encontrei aquele que meu coração ama, segurei e não deixarei mais”. Buscando-o encontramos os destinatários da missão, aqueles e aquelas, que a pessoa se coloca a disposição como INSTRUMENTO, a fim que DEUS possa AGIR no crescimento de sua fé.

E você sente o chamado de Deus em sua vida?

Ir. Katiane S. Peres

Pensamento do dia:

Deus seja o centro de todos os vossos sentimentos, intenções e ações.

(Bv. Pe. Zefirino Agostini)