Experiência Missionária: Ir. Maria de Jesus

“O Deus que me criou me quis me consagrou, para anunciar o seu amor”

 

De 15 a 25 de outubro de 2021 tive a graça de fazer uma experiência missionária no distrito de Cabo Frio- Rio de Janeiro. Tal experiência foi realizada em duas paroquias: Nossa Senhora de Fátima (Unamar) e São Pedro e São Paulo (Aquários). Essas paróquias são atendidas pelo Pe. João Batista, grande missionário, que trabalhou conosco no Mato Grosso e em Rondônia. O objetivo da missão foi a formação para as diversas pastorais e movimentos e animação missionária, afim de despertar, nos paroquianos, o anseio missionário pois todo batizado recebeu a missão de ser testemunhas de Jesus Cristo. Trabalhei com a formação de liturgia, catequisandos, crismandos, coroinhas, ministério de música, membros de pastorais e movimentos e também visita às comunidades da paróquia e famílias, especialmente idosos (enfermos) e pessoas que estão afastadas da comunidade por conta da pandemia.

Missão é sair de nós mesmas, ir além da própria vida, além da nossa própria limitação, das nossas dificuldades ou comodidades e ir ao encontro dos outros para compartilhar saberes e experiências. Ela começa, então, pela proximidade com o outro, depois o envolvimento e o vínculo e, aí, brota o testemunho da ação de Deus em nossa vida, da sua presença amorosa, em toda a obra da criação. O Senhor nos leva por caminhos inesperados, nos conduz a lugares e pessoas que a gente nem sequer sonharia de conhecer, para testemunharmos “as coisas que vimos e ouvimos”, ou seja, para testemunharmos, com a vida, o seu amor, a sua misericórdia, a sua graça que nos acompanha em cada ação. Pois sem a sua graça seríamos incapazes de uma simples ação de bem, seríamos incapazes de sair de nós mesmas para ir ao encontro dos outros.

Foi esta a experiência que fiz, de um Deus que quis contar comigo e me levou a tantos lugares e a tantas pessoas diferentes nas experiências missionárias que realizei ao longo da caminhada de consagrada e gora, apesar das minhas resistências, me levou até as terras do Rio de Janeiro, até as pessoas maravilhosas e acolhedoras que encontrei por lá. Foram dias agraciados que expressaram a ternura e o cuidado de Deus para comigo e para com todos que encontramos. As pessoas estão sedentas de pessoas que vão ao seu encontro e sejam “um com eles”, que os escutem, que sejam presença simples e transmitam um sorriso, uma palavra de encorajamento, a certeza de que Deus caminha conosco e, embora haja tempos difíceis, Deus não nos abandona, pois Ele é Fiel.

Nesta experiência pude perceber, ainda mais, que a gente vai com o desejo, a disposição de levar algo mas, por fim, a gente acaba por receber muito mais porque, em muitas realidades, as pessoas nos surpreende com a simplicidade da fé. E o maior ganho é sempre o sorriso, a acolhida dos mais simples, a amizade, a corrente do bem que cresce e fala, por si, a mensagem da “Boa Nova”. Tenho certeza que deixei algo de mim mas trouxe comigo muito das pessoas que encontrei. Então só posso agradecer profundamente a Deus que quis contar comigo, na minha pequenez, e gratidão à Congregação, ao Conselho Regional pela confiança depositada em mim para ir em nome das Irmãs Ursulinas Filhas de Maria Imaculada nesta experiência missionária. Sei que, maravilhas Deus realizou em mim e por meio de Mim. Louvado seja o Senhor!

 

Ir. Maria de Jesus Varjão Neves

Pensamento do dia:

Deus não olha tanto a obra que se faz, mas o carinho e a pureza de intenção.

(Bv. Pe. Zefirino Agostini)