A inspiração

A Congregação das Irmãs Ursulinas Filhas de Maria Imaculada, nasceu em Verona, Itália, no ano de 1856, do coração ardente de um pároco: o Bv. Pe. Zefirino Agostini. Responsável de uma paróquia muito extensa e pobre, sentiu a necessidade de formar as jovens, pois somente desta maneira ele achava possível a transformação da família e da sociedade.

No contexto de uma vida empenhada ao serviço de Deus e dos irmãos, nasce o desejo de alguma coisa a mais, tanto no coração do Pastor, quanto no coração de quem, na voz humana, reconhece a presença de Deus. “Deus me impeliu quase que pela força com somente a confiança da sua Providencia a fimde plantar esta obra e até aqui me ajudou a sustenta-la obstante às mais duras provas. Deus com a sua direita plantou esta eleita sua vinha, Deus a cultivou com amorosíssimo cuidado: cresça esta mística vinha, pela sua fiel correspondência”. (Das “Memórias)

Padre Zefirino tinha um grande desejo de fazer reflorescer o Oratório Paroquial Mariano das jovens, confiando-o sob a proteção de Santa Ângela Mérici. O seu zelo despertou o entusiasmo de três jovens que lhe pediram de fazer também elas algo para imitar Santa Ângela.

Árvore Boa

Deus, geralmente, gosta de agir através de alguém ou de alguma coisa. O fez de maneira completa e admirável, em Jesus Cristo. A Ursulina que se inclina para cuidar da juventude pobre de Deus e de tudo, em qualquer tempo e em qualquer lugar, é “árvore boa, fecunda de frutos, não para si, mas para doar aos outros” (Z.A.p.297). Cada um de nós, pelo Batismo, é um ramo da Videira, através do qual Deus, o Agricultor, quer enriquecer o mundo.

inspiracao.jpg

Pensamento do dia:

Viva o chamado com prontidão, fidelidade, confiança e grandeza de coração.

(Bv. Pe. Zefirino Agostini)